Esta é uma publicação mensal da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano que traz a público, pela internet, análises sintéticas sobre um leque de temas variados, de interesse para a cidade de São Paulo. São estudos elaborados sobre dados demográficos, sociais, econômicos, de uso do solo, sempre sob a ótica da dimensão territorial, ou seja, da manifestação desses temas no espaço urbano.

O que está sendo lançado no Centro de São Paulo?

19.09.2018

Há um novo Informe Urbano disponível na página da SMUL. O estudo agora está voltado para o detalhamento das características tipológicas dos apartamentos que tem sido lançados na área central da cidade entre 2007 e 2017. Ele complementa e aprofunda as análises contidas no número anterior, que versou sobre o retorno dos lançamentos imobiliários residenciais ao Centro de São Paulo.

Na Subprefeitura Sé, que é a área objeto da análise, os lançamentos residenciais possuem características específicas, se comparados ao restante do município. Em síntese, eles apresentam maior densidade construtiva, com alto coeficiente de aproveitamento real, que na média, equivale a 6,5 vezes a área do lote. São prédios com cerca de 18 pavimentos, implantados em um único lote. Cada andar do edifício, por sua vez, apresenta cerca de nove apartamentos em média, e nota-se a presença frequente de várias tipologias de apartamentos por andar, fato comprovado pelos distintos arranjos arquitetônicos e tamanhos relacionados ao mesmo empreendimento.

Em geral, são apartamentos pequenos com cerca de 41 m², com um ou dois dormitórios. Em muitos deles as plantas se conformam em um único cômodo, caracterizando o que se denomina atualmente loft e/ou studio. Muitos apartamentos são entregues sem garagem, mostrando uma nova concepção que aproveita as boas condições de mobilidade do Centro. O texto vem acompanhado de um número expressivo de gráficos, tabelas e mapas, além de registros fotográficos da nova paisagem que se forma com esses empreendimentos.


  • Visualizar PDF